Quando a gente pensa sobre marketing, sobre criar uma empresa, um produto, uma marca ou um serviço, a gente entende que é preciso saber qual o nosso objetivo e o propósito disso. Então, te faço a seguinte pergunta: o que te move todos os dias? O que te faz levantar da cama para trabalhar? Isso é o seu propósito. E se você não tem um, olha… melhor buscar! Você vai ficar mais feliz e seu cliente vai se conectar melhor com você.

Cat Business - Gump Marketing

Agora, sabendo disso, você consegue dizer qual é o seu real negócio? Num pensamento rápido e simples: qual o negócio de uma montadora de automóveis? E qual o negócio do Uber? São exemplos clássicos e bastante claros. Quando uma montadora tem como negócio vender carro, ela vai crescer e se desenvolver nisto. Vai vender carro (e muito!). Mas se o foco do negócio da montadora for a mobilidade urbana? Talvez fosse esse o caminho para a própria montadora criar o Uber. Outro exemplo? A Kodak! A empresa tinha o mundo da fotografia nas mãos e o negócio dela era vender filme fotográfico. Ela se tornou referência nesse mercado e faturou muito! No entanto, quando o mercado mudou, para onde foi a Kodak? Com tecnologia nas mãos e profissionais qualificados, a Kodak “comeu mosca” e deixou passar a oportunidade de ser a pioneira nas câmeras digitais. Tudo por que seu negócio não era registrar os momentos das pessoas, mas sim vender filme fotográfico.

Business Man - Gump Marketing

Tudo, na verdade, não passa de como você enxerga o seu negócio e como você posiciona o seu olhar sobre ele e o seu entorno. Quando você conecta um propósito a um negócio e entende de fato qual o seu real negócio, você abre sua mente para as novidades que estão surgindo e para o movimento que o mercado está apresentando. E é aí que mora a inovação! É aí que moram as ideias! Foi assim que a Apple conseguiu permear por produtos de telefonia, música e informática, ao mesmo tempo, sem perder a unidade do conceito da marca. Foi assim que a Nokia perdeu espaço no mercado resistindo às inovações ao invés de acompanhá-las.

What - Gump Marketing

Aí você pergunta: “Lica, e agora? Como eu descubro qual o meu real negócio?” Volte para o começo do texto e pense: qual o seu propósito? O que te faz levantar da cama para trabalhar? E se no fim das contas a resposta for “pagar minhas contas”, perceba que isso é bom também. Ter clareza no que quer, ser sincero e real com seus próprios propósitos, te ajudará a escolher o seu caminho sabendo o que você é e o que você quer (podendo errar e aprendendo com isso).  Não desista, insista no seu propósito e conquiste o seu melhor!

Go - Gump Marketing


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Empreendedorismo

A rotina que nos aprisiona: como fazer coisas diferentes se estamos sempre na correria do dia a dia

Já notou o quanto a vida é cheia de regras? Desde que acordamos, entramos num mundo de regras escondidas atrás de hábitos. Sim! Costumamos fazer as mesmas coisas sempre. Acordamos cedo para trabalhar ou fazer Leia mais…

Empreendedorismo

2018: Aproveite bem o ano, já que você não é Marty McFly!

2018 é um ano peculiar. São 10 feriados em dias de semana (ou pontos facultativos daqueles que sempre rola)! Considerando o que já passou (1 de janeiro), 7 caem em sextas ou segundas-feiras, o que Leia mais…

Empreendedorismo

Falar a verdade é o mesmo que ser sincero?

A gente fala tanto em ser sincero, em falar a verdade… Mas aí vem a pergunta: ser sincero e falar a verdade são a mesma coisa? Quando afirmamos que os pássaros voam, o céu é Leia mais…