Num mundo de grandes empresas e mercados já consolidados, uma boa saída pra começar um negócio e expandir é buscar parcerias. Sempre tem alguma empresa, ou algum empreendedor, que tem algo que você precisa e que precisa de algo que você tem pra oferecer. E juntar essas possibilidades pode ser uma ótima oportunidade de crescimento mútuo – ou não! Às vezes uma parceria que parecia promissora, pode virar uma dor de cabeça. E pra te ajudar a não cair numa cilada, Bino, separamos algumas dicas pra você:

carga pesada gump marketing

1.Só é vantagem quando é bom para ambos os lados!

Não adianta: se não é bom para todas as partes envolvidas, não é parceria, é enganação (e exploração)! Avalie também a qualidade da vantagem. Muitas vezes a gente ouve o bom e velho “faça tal coisa pra minha empresa que, em troca, eu divulgo sua marca”. Vale a pena mesmo essa divulgação? Melhor pensar com cuidado!

pinky e cérebro gump marketing

2. Ganhos podem ser intangíveis, mas precisam ser mensurados!

Muitas vezes a parceria envolve mais do que ganho financeiro (ou até mesmo nenhum ganho financeiro direto). Ás vezes a parceria envolve troca de serviços ou até mesmo a realização de algo e, como contrapartida, a própria parceria. Mas e quando você entrega seu trabalho e a outra parte desiste de seguir com o combinado? Para esses casos, é sempre bom estabelecer um consenso sobre essa parceria. Mesmo que  sua parte não seja paga em dinheiro, vale deixar claro quanto custa esse serviço e prever as medidas que serão tomadas  caso uma das partes deseje encerrar o processo. Ah! Contratos são possíveis e válidos nesses casos, viu? E úteis para deixar claro e registrado os termos da parceria.

contrato gump marketing

3. Seja sincero SEMPRE!

Isso nem deveria vir como dica, né? Deve ser hábito praticado todos os dias! Mas no meio do business muita coisa é omitida e várias mentiras (grandes e pequenas) são ditas pra amenizar, aliviar ou até mesmo pra fingir um resultado que não está rolando de fato. Pra que isso, não é? Parceria é seguir junto, crescer junto! Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença… E se ambos são sinceros e transparentes, fica muito mais fácil caminhar e avaliar o processo. E até se for o caso de encerrar a parceria, que seja feita com a mesma sinceridade e transparência de quando tudo começou.

forrest gump marketing

4. Escolha bem essa sua parceria!

Parceira são feitas por pessoas. Mesmo que seja a sua empresa com uma outra empresa, você lida com gestores – e gestores são pessoas. Vale pesquisar um pouco, buscar referências… Conhecer mesmo! Além das habilidades profissionais, busque conhecer os valores dessas pessoas e os valores que eles carregam no seu negócio. Parcerias seguem na base da confiança de um investimento pessoal e profissional mútuo, então pra que isso não saia da linha no meio do processo, firmar acordos com quem compartilha dos seus valores é muito melhor.   

beep gump marketing

5. Entregue o que prometeu

Uma vez alinhado o que cada parte vai dispor, entregue o que prometer. Quando a gente entra em parcerias, a gente doa tempo e trabalho, assim como o outro. Então saber o que esperar e deixar claro o que você pode entregar, ajuda a construir uma relação saudável e que, de fato, todas as partes ganhem. Lembre-se que sair sem cumprir com seus compromisso pode prejudicar não só o seu nome, mas o da sua empresa (e até mesmo dos sócios, se houver).

6. Faça balanços e alinhamentos com frequência.

Assim como qualquer outro relacionamento, conversas são sempre bem-vindas. Alinhar os processos e expectativas é importante para evitar frustrações. Uma dica é criar uma agenda de reuniões com uma frequência interessante, para que de tempos em tempos todas as partes se atualizem sobre o andamento dos processo. E, caso a parceira não dê certo, vale tratar a situação com maturidade e conduzir o encerramento com o mesmo cuidado que a parceria começou.

No mais, parceria é pra somar! SEMPRE! Se pesa mais pra um lado, deixa de ser parceria. Uma relação de parceria não se configura como uma relação de contrato de prestação de serviço e deve, sim, vir acompanhada de outros valores, como já citados acima. Pense bem, escolha bons parceiros, seja um bom parceiro e construa bons negócios!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Filmes e Séries

Lições de Marketing que podemos aprender com La Casa de Papel [Sem Spoilers]

Não importa se você viu ou não viu, se gosta ou não gosta do seriado La Casa de Papel. Se você trabalha com marketing, esse texto é pra você! Abaixo, seis lições preciosas que a Leia mais…

Marketing

É VERO, que o Facebook está ameaçado?

[Mal bombou, e já tem uma campanha #DeleteVero no ar! Veja edit no final do post!] Você também ouviu pessoas próximas e artistas falando do que parece ser a mais nova rede social? Não? Sim? Leia mais…

Empreendedorismo

A rotina que nos aprisiona: como fazer coisas diferentes se estamos sempre na correria do dia a dia

Já notou o quanto a vida é cheia de regras? Desde que acordamos, entramos num mundo de regras escondidas atrás de hábitos. Sim! Costumamos fazer as mesmas coisas sempre. Acordamos cedo para trabalhar ou fazer Leia mais…