Primeiro eu te pergunto: você sabe o que seus seguidores querem ouvir? Se você ainda não sabe, precisa dar um jeito de saber antes de começar a fazer conteúdo para eles! Aí sim, depoooisss começar a pensar na melhor forma de passar esse conteúdo. Mas aí você pode responder: “eu acho que meu seguidor quer ouvir…” PAROU! Vai saber no chute? Não, não… Existem formas e ferramentas para te auxiliar a descobrir o que as pessoas andam pesquisando por aí, ou seja, o que elas querem saber! Dá trabalho? Dá! Mas quem te falou que fazer conteúdo é “qualquer coisa”, tá redondamente enganado!

Vamos lá: já notou que quando você começa a escrever no campo de pesquisa do Google, ele mesmo completa a frase? Isso é feito a partir das coisas que estão sendo mais pesquisadas sobre determinado assunto! Anotou? Porque isso já foi uma dica! Hahaha! E quer mais uma? Faça isso na aba anônima do seu navegador e/ou teste a pesquisa em outros computadores, pois o Google é um danadinho e, além dos assuntos mais buscados, ele relaciona o resultado com o que você costuma pesquisar!

Agora veja algumas formas de pesquisar as temáticas relevantes para seu público:

01. Google Trends – Uma das ferramentas mais conhecidas! Você coloca lá uma palavra-chave e ela mostra o índice de procura por ela, além dos termos mais procuradas no buscador. O mais legal é que você pode definir períodos e regiões para focar no seu público. E mais: no final da página, aparece termos relacionados à palavra-chave que você escolheu, que já vira uma fonte de novas ideias para seu conteúdo!

02. Answer the public – Essa daqui junto com a Google Trends, vai fazer você parecer o gênio do conteúdo (hahaha!). É o seguinte: você pega uma palavra que está nos trends topics na sua região e coloca no Answer! A ferramenta vai gerar combinações com base nas procuras mais feitas no Google. Pegou a visão??

03. Máquina de títulos – “Achei o tema, mas não sei por onde começar!” Don´t worry, be happy! Com essa ferramenta você pode gerar opções de títulos para seu texto através da palavra-chave que você indicar! Aí é só juntar as ações feitas com as duas ferramentas anteriores com essa e BINGO! Título adequado! Mas veja bem: nem toda automação funciona perfeitamente o tempo inteiro. Então pode ser que saia algum título que não faça sentido, no sentido semântico e gramatical, mas certamente te ajudará a ter insights.

Pronto! Tá feito? Acabou o trabalho? CLARO QUE NÃO! A gente tá só começando… hehehe!

Bom, agora com uma lista de temas que você pode desenvolver, você deve pensar no como. Como transmitir esse conteúdo? Pra isso você deve considerar dois pontos:

A) Qual a Persona que receberá o conteúdo? (Perfil de interesses, idade, hábitos, gostos…). Não adianta saber o que falar sem saber com quem falar!
B) Qual canal vai transmitir esse conteúdo? (Facebook, Twitter, Youtube, LinkedIn, Blog…). Cada plataforma tem um perfil e uma forma de consumo de conteúdo, então tem que adequar.

Já temos um caminho! Com esses tópicos anteriores definidos, você já vai ter uma base pra definir o tipo de linguagem e tom que irá usar. Pense no seguinte: sua marca é leve ou mais séria? Seu público é jovem ou mais tradicional? São esses detalhes que vão permitir que você seja mais assertivo na hora de produzir seu conteúdo e assim se comunicar melhor com o seu público-alvo.

Agora, pra fechar, CHUVA DE DICAAAS!

  • Use emojis! Todo mundo gosta! Eles ajudam a pontuar o texto e ainda mostram sentimentos, ou seja, criam empatia com seu público. Pode usar sempre (adequando a seu público, claro!).
  • A comunicação deve seguir a sua Brand Persona! Se sua marca é descontraída, não tente ser polido demais. Se sua marca exige um grau de seriedade, não vá jogar meme de qualquer jeito. Já viu como a Netflix fala com seus seguidores? Você imaginaria um escritório de contabilidade falando da mesma maneira? Percebe a diferença?
  • Hashtags são amigas, mas não abuse! Hashtag é bom, mas demais estraga! No Instagram, por exemplo, hashtag demais causa penalização no alcance da publicação! Escolha 05 e as use com sabedoria!
  • Seja útil! Obrigada, de nada! Hahaha! Não adianta nada gastar tempo com um conteúdo que não vá resolver um problema ou ajudar seu seguidor de alguma maneira. Conteúdo vazio cansa e logo logo você vai perder esses seguidores.
  • Use linguagem acessível! Termos rebuscados só mesmo se você tiver um público muitoo específico, o que dificilmente acontece. Imagina usar o termo “Lentinula edodes” no seu texto? Pois bem, é o nome científico de Shitake! Aliás, você pode até usar esse termo no seu texto, mas você pode explicar sobre o assunto de forma simples e objetiva. Dica dentro da dica: escreva como se estivesse conversando com alguém, mas de olho no português correto, beleza?

Agora a última dica, porque eu também já cansei de escrever! (Hahaha.. Brinks ❤)

Facilite a vida dos seus leitores! Em textos mais longos, use tópicos, imagens, negrito… Dê a seu seguidor um texto escaneável e ao mesmo tempo atraente!

Agora vocês, que são nossos seguidores, contem pra gente: essas dicas foram úteis? Gostaram do texto? Pedir feedback é também uma ótima dica 😉


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Marketing de Conteúdo

Como criar conteúdo para marcas chatas

Quando digo chatas, são aquelas marcas que você logo de cara não consegue pensar em nada criativo, tipo, uma empresa que faz manutenção de máquinas industriais (Gzuis!). Não é impossível, mas provavelmente você vai ter Leia mais…

Marketing de Conteúdo

Twitter: eu amo essa rede e vou defendê-la!

Seja pra marketing e\ou apenas pra falar umas bobagens, o Twitter está aí, vivo, firme e forte. Caindo, isso é fato, mas ainda de pé! Desde o seu auge, por volta ali de 2009, a Leia mais…

Marketing de Conteúdo

Entenda definitivamente por que não postar o mesmo conteúdo no Facebook e no Instagram

Você usa a mesma roupa pra ir num casamento e pra ir num shopping? Por quê? Locais diferentes, ocasiões diferentes, contextos diferentes! O mesmo acontece com o conteúdo na internet: não cabe tuíte no blog, Leia mais…