Quando digo chatas, são aquelas marcas que você logo de cara não consegue pensar em nada criativo, tipo, uma empresa que faz manutenção de máquinas industriais (Gzuis!). Não é impossível, mas provavelmente você vai ter que quebrar um pouco mais a cabeça. É diferente de quando a gente tem na mão clientes que por si só já dão pano pra manga… Aqueles que na primeira reunião a gente já sabe o que fazer na pauta dos próximos 12 meses. O bicho pega é quando a gente olha pra o produto ou serviço e pensa: como fazer mais do que uma semana de conteúdo pra isso?

Uma coisa importante do título desse texto, que a gente precisa observar: eu falei CRIAR CONTEÚDO! Um dia eu me questionei se o trabalho de conteúdo é mais pra o lado da criação ou pra o lado da estratégia. Mas aí logo eu soube a resposta, que na verdade é um desafio: ser criativo e inovador no que você faz, sem deixar a estratégia de lado. Tá vendo por que “fazer só uns posts pra o Facebook” não é tão simples assim? Então, vamos nessa!

A onda é essa! A graça é essa! Pensar, criar, recriar… Tirar leite de pedra e fazer de um conteúdo aparentemente chato, a coisa mais legal de se ler e seguir nas redes sociais. Como? Não é mágica, não é simpatia… É trabalho! Pesquisa, estratégia, foco e análises! “Ah, Lica, mas o cliente vende um produto específico, que faz só uma coisa, pra só um tipo de pessoa e ainda é B2B… não tem como”. TEM SIM!

Todo produto ou serviço tem o objetivo de ser notado por alguém!
Sim, um ser humano! Uma pessoa! Pessoa esta que tem interesses, dúvidas, vontades… Pessoa que talvez use mais o Instagram do que o Facebook, mas tudo que quer saber, vai e procura no Google. Pessoa que, mesmo não seja a consumidora direta da coisa, é quem vai decidir pela compra ou contratação. E é nessa pessoa que você tem que pensar! A gente tá na era do ajudar a comprar, não de empurrar a venda! Esqueça por um momento o conteúdo que você vai fazer e conheça essa pessoa. Liste coisas interessantes e veja o que a marca que você trabalha pode ser útil pra ela. Em que momentos? De que forma? Ela pode indicar para um amigo? Como? Perguntas, perguntas, perguntas.. Se encha de perguntas. E depois volte pra respondê-las 😉

Bom, aí você junta várias ideias de temas. Mesmo assim ainda acha que é pouco? Veja como desdobrá-los em formatos diferentes. Por exemplo: se o cliente é uma oficina, você pode criar textos sobre as diversas manutenções que um carro precisa. Esses textos juntos podem virar um ebook futuramente. O então um ebook sobre as principais manutenções que você precisa fazer no seu carro, pode virar diversos textos (um sobre cada manutenção). Um texto sobre as principais funcionalidades de um eletrodoméstico pode virar diversos cards, um sobre cada funcionalidade. Assim como um vídeo sobre alimentação saudável para crianças no primeiro ano de vida, pode virar um texto sobre o mesmo assunto. Sem contar que existem alguns escapes que, se bem utilizados, fazem diferença e ajudam a melhorar o relacionamento com os usuários, como uso de memes, datas comemorativas, etc…

O importante é saber quem é a sua marca (a brand persona), quem é o seu cliente (buyer persona) e fazer essas duas “pessoas” conversarem (tem mais sobre isso aqui)! Bota as cartas na mesa, espalha tudo de ideia que você tiver e crie conexões! Não existe uma fórmula mágica e nem eu vou dar um modelo pra você seguir. É importante se conhecer, conhecer o cliente, conhecer o seu objetivo e partir pra construir uma estratégia sólida e deixar a mente fluir com embasamento.

A era do ajudar a comprar

Com quem sua marca está falando?


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Marketing de Conteúdo

Twitter: eu amo essa rede e vou defendê-la!

Seja pra marketing e\ou apenas pra falar umas bobagens, o Twitter está aí, vivo, firme e forte. Caindo, isso é fato, mas ainda de pé! Desde o seu auge, por volta ali de 2009, a Leia mais…

Marketing de Conteúdo

Dicas e ferramentas pra te ajudar a fazer o conteúdo certo para seus seguidores

Primeiro eu te pergunto: você sabe o que seus seguidores querem ouvir? Se você ainda não sabe, precisa dar um jeito de saber antes de começar a fazer conteúdo para eles! Aí sim, depoooisss começar Leia mais…

Marketing de Conteúdo

Entenda definitivamente por que não postar o mesmo conteúdo no Facebook e no Instagram

Você usa a mesma roupa pra ir num casamento e pra ir num shopping? Por quê? Locais diferentes, ocasiões diferentes, contextos diferentes! O mesmo acontece com o conteúdo na internet: não cabe tuíte no blog, Leia mais…